escreve-dança-lê small dance

áudio colocado num dos headphones da seção dedicada à experienciação da small dance, uma sala em penumbra, na exposição steve paxton: esboço de técnicas interiores, na culturgest lisboa, com a curadoria de romain bigé e joão fiadeiro. voz sofia neuparth com trabalho de som de bruno de azevedo - audio writing-dancing-reading small dance in portuguese … Continuar lendo escreve-dança-lê small dance

na fila de uma conferência

como se para conversar houvesse filas, aguardo entrar para ouvir e ondular na voz de alguém. no ar das clavículas, cérebro, mandíbulas, ainda que não faça perguntas, não peça pelo microfone, falo no encontro dos lábios, na vibração que ainda não sabemos bem identificar. escuto no steve paxton o imemorial de lidar com realidades não … Continuar lendo na fila de uma conferência

espaço que cheira a tinta: montagem da exposição drafting interior techniques

Doc 1- um espaço que acolhe espaços com paisagens das perguntas de alguém que pergunta espaço, que pergunta corpo, que pergunta dança, que pergunta hierarquias, que pergunta passividade, que pergunta o que será ensinar a improvisar, o que será ensinar a investigar, o que será aceitar a imposição de gestualidades definidas como dança tomando o … Continuar lendo espaço que cheira a tinta: montagem da exposição drafting interior techniques

Sangue indígena, nenhuma gota a mais – mobilização em Lisboa, 31 de janeiro de 2019

______ prendeu a cabra a um castanheiro que se via da janela mas estava longe; a cabra não deixava de se ouvir e, mesmo depois do pôr-do-sol,      balia; disse que ia cortar-lhe o som, e dirigiu-se para ela com a mão direita e uma faca; o pêlo agitou-se sem balir, e ficou a sangrar; mais nenhum … Continuar lendo Sangue indígena, nenhuma gota a mais – mobilização em Lisboa, 31 de janeiro de 2019