vestígio do espaço experimental de dezembro 2018

no prazer de cruzar o público, atravessar, vejo-me cantando Total Eclipse of the Heart  com a Nina Giovelli. a constante sintonização, a fragilidade das ligações, a atmosfera: a respiração dessa libido que avança e recua ao mesmo tempo.

acarinhar o que está a acontecer nos interstícios de uma relação, trazer uma memória à brisa da praia atual. o João Costa Espinho e o convite que fez à sua mãe de simplesmente estarem com o tricô e a potência de dança.

fazer uma performance com a mãe

e a sulcagem dos dias atuais

o borrão dos dias atuais. o João depois dança uma fala pancada

não sei o que é que eu quero ser, sem nome, sem gênero no inteiro. a conversa que aparece

a manifestação de um djin

linha do tempo falada e dançada espaço retumbante

doçura, tensão, perna, rosto, mão

 

 

 

bernardo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s