espaço experimental 25 anos – anotações do documentar, dar suporte, e alguns versos

Daqui continuamos a pensar na documentação como suporte, e como ação que acompanha uma criação. Um processo. Uma vida. Pensar-fazer os suportes para a documentação continua a fazer-se como reflexão prática da invenção de um suporte e de um convite de acompanhamento. A consistência da prática de agrupar, cortar, dobrar as folhas. Encontrá-las, cerze-las. A … Continuar lendo espaço experimental 25 anos – anotações do documentar, dar suporte, e alguns versos

Anúncios

feedback de ezequiel santos aos 25 anos de espaço experimental

---------- Mensagem encaminhada ---------- De: Ezequiel Santos Data: 20 de junho de 2018 às 23:00 Assunto: fide béque Para: cem <cem@c-e-m.org> Olá, grandes organizadoras Já refeito do fim de semana intensivo (para a próxima tomo umas vitaminas), gostaria de dar-vos um feed-back geral e particular com a vantagem de não conhecer as pessoas que estiveram a … Continuar lendo feedback de ezequiel santos aos 25 anos de espaço experimental

furacão: 25 anos de espaço experimental

ANIVERSÁRIO DOS 25 ANOS DO ESPAÇO EXPERIMENTAL Dias 15, 16 e 17 de junho, o Espaço Experimental faz 25 anos e vai ter festa! Todos os meses, desde 1993, o c.e.m acolhe perguntas experimentais com as mais diversas formas…sem distinção de áreas…qualquer questão que se mantenha vibrante no brotar da criação e que tenha o … Continuar lendo furacão: 25 anos de espaço experimental

ler llansol na livraria paralelo w

no dia primeiro do mês de junho, o Ler Maria Gabriela Llansol e Outras Manualidades foi fazer uma visita à Livraria Paralelo W, na rua dos Correeiros, 60, 1o esq. como de costume, costuramos frases de um livro para o outro, desta vez entre Parasceve, Na casa de julho e agosto, A restante vida e O livro das comunidades. tivemos … Continuar lendo ler llansol na livraria paralelo w

espaço experimental do fim de maio

escavação # 1 - estudo sobre a permanência (sofia osório)  Espiralar dentro fora da terra. A velocidade que a volta pode tomar. Penso no movimento da bolinha que atira-se à roleta nos cassinos. No tarot de Marselha há uma carta que costuma-se chamar de “a roda da fortuna”. É uma paisagem veloz, provavelmente transformadora — … Continuar lendo espaço experimental do fim de maio